STF NÃO DISTRIBUI RECURSO DE LULA E NÃO EXPLICA O MOTIVO



Do Brasil 247 –O Supremo Tribunal Federal (STF) escancarou a determinação de manter sob prisão política o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, para proibir que ele dispute as eleições presidenciais de outubro, que Lula lidera com 31% de intenções de voto.

Agora, a Suprema Corte está atrasando deliberadamente a distribuição de uma Reclamação em favor de Lula. Segundo o portal jurídico Jota, às 20:46:07 dessa quinta-feira, 28, foi protocolada no STF a Reclamação 31012 em favor do ex-presidente Lula. Até o momento não havia sido distribuída para um relator. Já às 22:17:57 foi protocolada a Reclamação 31013, sem relação com o ex-presidente. Minutos depois, estava distribuída, como é a praxe da Corte. O STF não explica o porquê da demora.


Antes desta “pedalada” na distribuição do recurso em favor de Lula, o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF, já havia manobrado para manter a prisão de Lula, ao retirar da Segunda Turma do STF e mandar para o Plenário o julgamento do pedido pedido de liberdade do ex-presidente. Fachin também pediu ao STF que analise a questão da inelegibilidade de Lula


Edson Fachin tenta garantir que o recurso seja analisado pelo plenário na volta do recesso, a fim de evitar uma decisão liminar de outro ministro antes disso. O STF entra em recesso em julho e retoma as atividades em agosto.

A presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, convocou sessão extraordinária do Plenário do STF para esta sexta-feira, 29, em que o caso de Lula poderá ser discutido. A defesa do ex-presidente insiste para que Lula seja julgado na Segunda Turma do STF, como ocorre com diversos réus da Lava Jato.

 

Baixe o aplicativo da Central da Esquerda e tenha todas as notícias da esquerda em seu Smartphone