Renan: candidatura Meirelles é “mico” e leva rejeição a Temer aos estados

Plenário do Senado durante sessão deliberativa ordinária. À mesa, presidente do Senado, senador Renan Calheiros (PMDB-AL) Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado




Confira a entrevista de Renan ao site Congresso em Foco:

Contra o governo Temer, o senador citou indicadores negativos da economia, como o desemprego elevado, o déficit nas contas públicas, o corte de investimentos e a flexibilização de direitos trabalhistas, para ironizar o slogan de Meirelles. “Chama o Meirelles? Chama por quê?”. Ele critica o ex-ministro da Fazenda de olho em sua reeleição e na de seu filho, o governador Renan Filho (MDB).

Para Renan, o MDB não deve ter candidato próprio para que o partido faça as alianças regionais convenientes, sem as amarras da eleição presidencial. O senador, que apoiou o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, fez movimentos de reaproximação com o PT ao participar da caravana do ex-presidente Lula no Nordeste. Já Meirelles conta com o apoio do presidente Michel Temer, que confirmou presença na convenção desta quinta.


Baixe o aplicativo da Central da Esquerda e tenha todas as notícias da esquerda em seu Smartphone

Publicidade