Randolfe Rodrigues chama Temer de “cínico” e “ladrão” pelo Twitter


A frase foi uma resposta à postagem de Temer sobre o incêndio no Museu Nacional do Rio de Janeiro

Randolfe Rodrigues. Foto: Agência Senado/ Moreira Hainz

O senador pelo Amapá, historiador e mestre em política pública, Randolfe Rodrigues (Rede), chamou Michel Temer de “Ladrão”, nesta segunda-feira (3), pelo Twitter: “Incrível como além de LADRÃO tu consegues ser tão CÍNICO”, escreveu Randolfe.

A frase foi uma resposta à postagem de Temer sobre o incêndio no Museu Nacional do Rio de Janeiro, que diz: “Incalculável para o Brasil a perda do acervo do Museu Nacional. Foram perdidos 200 anos de trabalho, pesquisa e conhecimento. O valor p/ nossa história não se pode mensurar, pelos danos ao prédio que abrigou a família real durante o Império. É um dia triste para todos brasileiros”.



Randolfe Rodrigues soltou uma nota sobre o assunto, na tarde desta segunda-feira, através de sua assessoria. Leia abaixo:

O incêndio no Museu Nacional é uma tragédia sem tamanhos! Impossível dissociar esse evento da apatia deste Governo, que sempre torceu o nariz, sem qualquer cerimônia, para as necessidades da cultura, da educação e de todos os gastos sociais, com a perversa PEC do teto de gastos.

O Museu, que abrigava um dos maiores acervos históricos, científicos e etnográficos do país, foi consumido por chamas, após inúmeros apelos ao Governo Federal por recursos para sua manutenção, sempre sistematicamente ignorados.



Os gastos com educação e cultura foram congelados para drenar os tributos do povo para os maus ricos: Temer arrasou o Brasil e esse incêndio é o símbolo melancólico da tragédia que se abateu no país, com o aumento da desigualdade e o congelamento dos gastos sociais.

Que nosso país possa superar os traumas deste Governo falido e anti-povo e reconstruir sua memória e tudo o mais que foi transformado em cinzas por esses algozes do Povo!

Randolfe Rodrigues
Líder da REDE no Senado.

A frase de Temer contou com várias críticas. Veja abaixo algumas delas:


Publicidade