PMDB vai punir deputados que votarem a favor de denúncia contra Temer

Ajude a manter o site no ar

Banner Delegado Federal 728x90 facaumadoacao



Por meio do Twitter, o presidente da legenda, senador Romero Jucá (PMDB-RR) escreveu que os dirigentes do partido fecharam a questão contra a denúncia de corrupção apresentada pela Procuradoria Geral da República (PGR).

“A Executiva do PMDB fecha questão contra a denúncia ao presidente Temer”, escreveu Jucá em sua página pessoal no Twitter.


A decisão revela que a legenda não está conseguindo segurar a debandada. Na semana passada, Jucá havia dito que o PMDB não precisaria fechar questão sobre o assunto, mas após o relator emitir parecer favorável à denúncia, a conversa mudou.

“Não precisa fechar questão, pois isso não é questão partidária, é questão de foro íntimo, de julgamento. A bancada do partido, se quiser, vai pedir no âmbito Câmara. A posição do presidente do partido é analisar qualquer pedido e agir como juiz”, disse Jucá na semana passa.


Ele disse ainda que a sigla não fechou questão no caso do impeachment de Dilma Rousseff, porque também era uma questão processual que estava na Câmara. “Você não vai chegar num julgamento e ir no jurado para fechar questão. Respeitamos a posição dos nossos deputados”, disse o líder do governo.

Na segunda-feira (10), o relator do caso na CCJ, o deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ), apresentou um parecer favorável ao prosseguimento do processo contra Temer. Nesta quarta, a comissão abriu sessão para discutir o relatório. O parecer será submetido à votação da CCJ após a fase de análise. Depois a denúncia seguirá para o plenário da Câmara.


Se 342 deputados votarem em plenário a favor do prosseguimento, a denúncia vai ao Supremo. Caso a maioria dos ministros da Corte aceitar a denúncia, Temer, então, se torna réu e será afastado do mandato por até 180 dias.

Do Portal Vermelho, com informações do Jornal do Brasil

Banner 728 x 90

Publicidade

JPG Genérico 468x60