LULA: ‘ESPERO QUE O STJ LEIA O PROCESSO E PERMITA QUE O POVO ME JULGUE’

Ajude a manter o site no ar

facaumadoacao



Bahia 247 – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deu entrevista nesta terça-feira, 6, para a rádio Metrópole, de Salvador, e voltou a defender o direito de se candidatar à presidência, apesar da condenação sem provas pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

“Eu acho que minha candidatura tem que ser registrada. E acho que nas instâncias superiores vão ter a preocupação de analisar o conteúdo do processo. Espero que as pessoas que vão me julgar hoje no STJ leiam o processo, leiam as acusações e a defesa e permitam que o povo possa me julgar em outubro”, disse o ex-presidente.



O Superior Tribunal de Justiça julga nesta terça-feira, às 13h30 e em inédita transmissão pela internet, o habeas corpus preventivo apresentado pela defesa de Lula, para evitar que ele seja preso, após o julgamentos dos recursos pelo TRF-4.

“É fácil eles me desmoralizarem… Só precisam provar que é meu. Agora eles dizem e não provam. Eu já provei que o apartamento não é meu. O dia que a Polícia e o Ministério Público provarem que eu recebi um real eu estarei fora da vida pública. Não tem na história do Brasil um presidente da República que tenha apanhado mais da imprensa. E quando eles fazem pesquisa eu apareço com chance de ganhar no 1º turno”, disse Lula ao radialista Maria Kertész.



“Estou esperando o bom senso da Justiça e que prevaleça a verdade”, disse Lula.

O ex-presidente também criticou a seletividade da Justiça e citou o caso do empresário Marcelo Odebrecht. “Veja, o caso do Marcelo Odebrecht que ficou três anos presos… Entraram na minha casa e levaram até os ipads dos meus netos. Agora o Marcelo Odebrecht sai da cadeia e tá juntando email no computador dele. Pô, ninguém é palhaço”, afirmou.

Baixe o aplicativo da Central da Esquerda e tenha todas as notícias da esquerda em seu Smartphone



Publicidade