Lobão ataca Bolsonaro e diz que ter saudades da ditadura é estupidez



Por Revista Fórum

O Lobão, aquele mesmo que foi roqueiro de algum sucesso há 30 anos e depois se bandeou pra direita, ressurgiu das cinzas e foi parar nos Trend Topics do Twitter, nesta quarta-feira (27).

O cantor afirmou, em vídeo publicado nesta terça-feira, que “ter saudades de um regime desses (a ditadura) é de uma estupidez que revela exatamente aquilo que eu tenho falado sobre a direita. A gente não pode glorificar expedientes sombrios”, disse.

Apesar de não citar em momento algum o nome, Lobão faz evidentes críticas ao presidente Jair Bolsonaro e sua determinação de instruir o Ministério da Defesa a fazer as ‘comemorações devidas’ pelo aniversário do golpe que deu início à ditadura no país, em 31 de março de 1964.



O cantor já havia se notabilizado, em 2011, por minimizar a ditadura, durante o Festival da Mantiqueira, ocorrido na cidade de São Francisco Xavier (SP): “Há um excesso de vitimização na cultura brasileira… Essa tendência esquerdista vem da época da ditadura. Hoje, dão indenização para quem sequestrou embaixadores e crucificam os torturadores que arrancaram umas unhazinhas”, disse na ocasião.

Baixe o aplicativo da Central da Esquerda e tenha todas as notícias da esquerda em seu Smartphone