Haddad e Manuela farão debate paralelo na quinta



Manuela D'Avila e Fernando Haddad, na primeira entrevista coletiva juntos, nesta terça (7), em São Paulo
 Manuela D’Avila e Fernando Haddad, na primeira entrevista coletiva juntos, nesta terça (7), em São Paulo

Juntos pela primeira vez desde o anúncio da aliança entre seus partidos, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT-SP) e a deputada estadual Manuela D’Ávila (PC do B-RS) afirmaram nesta terça-feira (7) que planejam protagonizar um debate paralelo ao que será realizado nesta quinta-feira (9) pela Rede Bandeirantes de TV.

Como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não tem permissão legal para participar do debate, a dupla deverá, com o uso de um telão, comentar e responder a questões feitas aos presidenciáveis, que estarão no estúdio da emissora.



Coordenador da campanha de Lula, o ex-presidente da Petrobras Sérgio Gabrielli explicou que a ideia é que Haddad responda às perguntas e comente as propostas dos adversários.

Gabrielli informou ainda que o partido insistirá para que uma cadeira vazia esteja destinada a Lula durante o debate.

Ao lado de Haddad, Manuela justificou a decisão de desistir da candidatura própria em nome de um projeto.

A deputada alegou que, diante da crise econômica e política, não poderia se dar ao “quase luxo” de manter sua candidatura.



“Acredito que essa saída é a que mais reúne condições de ganhar as eleições.”

Sem citar os demais partidos de esquerda, Haddad lamentou que nem todos tivessem compressão da necessidade de união em torno de Lula.

Manuela afirmou que, por ela e Haddad, já existe um pacto de não agressão com o candidato do PDT, Ciro Gomes, a quem chamou de amigo.

Com informações da Folha de S.. Paulo.

Fonte: Blog da Cidadania

 

Baixe o aplicativo da Central da Esquerda e tenha todas as notícias da esquerda em seu Smartphone


Publicidade