Filho de Bolsonaro usou cota parlamentar para praticar tiro e fazer turismo em Santa Catarina


Reeleito por São Paulo, Deputado usou cota parlamentar para diversas viagens a Santa Catarina para treinar tiro e tomar cerveja com o pai na Oktoberfest.

Reprodução Youtube e Instagram

Filho do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) usou dinheiro da cota parlamentar para pagar passagens aéreas para praticar tiro e fazer turismo em Florianópolis em agosto de 2016. Em vídeo datado de 28 de agosto de 2016, Eduardo aparece em uma aula na Escola de Tiro .38.



Segundo reportagem de Gustavo Fioratti, na Folha de S.Paulo desta quinta-feira (18), a data coincide com o uso de uma passagem do Rio de Janeiro para Florianópolis no dia 27 do mesmo mês. O voo foi comprado com verba da chamada cota parlamentar, a que todos os deputados federais têm direito, com a condição de que usem quando há interesse público.

A legislação que regulamenta o uso dos recursos determina que a cota é “destinada a custear gastos exclusivamente vinculados ao exercício da atividade parlamentar”.



Ainda segundo a reportagem, em 17 de outubro de 2015, o deputado foi fotografado ao lado do pai e de outros dois amigos no Oktoberfest, em Blumenau (SC), todos eles sentados a uma mesa onde havia canecas e latas de cerveja.

Um dia antes, Eduardo comprou passagens para a capital catarinense e, no dia 18, a volta de Navegantes para o Rio. Os voos também foram adquiridos com recursos da cota parlamentar.



Baixe o aplicativo da Central da Esquerda e tenha todas as notícias da esquerda em seu Smartphone

Publicidade