Elenco da Globo boicota colegas que defendem Bolsonaro, diz site



globo

A emissora Globo enfrenta um racha no elenco depois das eleições presidenciais. Segundo o colunista do UOL, Ricardo Feltrin, parte dos artistas estão pressionando colegas a se recusar a trabalhar ou deixar de convidar ex-colegas que declararam apoio ou defendem o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

Esse looby estaria acontecendo em todas as hierarquias da emissora.

Alguns dos atores e atrizes convidados para as próximas produções da emissora estariam questionando quem seriam seus colegas de elenco, justificando que não gostariam de contracenar com pessoas que compartilham as mesmas ideias de Bolsonaro.



Ainda de acordo com o colunista, não só Regina Duarte (que defendeu Bolsonaro nas redes sociais) está recebendo um gelo. Márcio Garcia, que foi visto beijando o então candidato do PSL durante as eleições, também despertou uma antipatia em parte do elenco da emissora.


Feltrin comenta que, se o programa “Tamanho Família”, comandado por Garcia, tiver nova temporada no próximo ano, será difícil encontrar convidados da Globo que queiram participar da atração.

bolsonaro em culto

Crédito: Fernando Frazão/Agência BrasiApoio a Bolsonaro teria motivado racha na Globo

Músicos também estariam enfrentando problemas. Gusttavo Lima, Ferrugem, Eduardo Costa, Latino, Marília Mendonça e Zezé Di Camargo são alguns deles.

O colunista não cita os nomes dos contratados que encabeçam o lobby, mas vários artistas da Globo se manifestaram publicamente durante as eleições contra a candidatura de Jair Bolsonaro. Camila Pitanga, Bruna Linzmeyer, Letícia Sabatella são alguns exemplos.

Via Catraca Livre

Baixe o aplicativo da Central da Esquerda e tenha todas as notícias da esquerda em seu Smartphone

Publicidade